Facebook torna as suas ferramentas de privacidade mais fáceis de encontrar

Depois dos problemas com fugas de informação, o Facebook começa a tomar medidas.
Facebook Desktop Fold New
Facebook

Os acontecimentos da semana passada «mostraram que ainda há muito a fazer para o Facebook aplicar as suas políticas e ajudar as pessoas a perceberem como funciona, assim como as opções de escolha ao seu dispor relativamente aos seus dados».

O Facebook «percebeu claramente que as definições de privacidade e outras ferramentas importantes são difíceis de encontrar e que tem de fazer mais para manter os utilizadores informados».

Por isso, além dos anúncios feitos por Mark Zuckerberg na semana passada – reprimir os abusos da plataforma Facebook, o fortalecimento de políticas e facilitar às pessoas a possibilidade de anularem a capacidade das aplicações acederem aos dados – serão tomadas medidas adicionais, durante as próximas semanas, para «dar aos utilizadores um maior controlo sobre a sua privacidade».

A maioria destas actualizações «estava já a ser trabalhada há algum tempo, mas os acontecimentos dos últimos dias reforçaram ainda mais a sua importância».

O Facebook redesenhou por completo o seu menu de definições para os dispositivos móveis para que tudo seja mais fácil de encontrar. Ao invés de as definições estarem distribuídas por quase 20 ecrãs diferentes, estão agora acessíveis em apenas um único lugar.

No novo menu de atalhos de privacidade é possível controlar os dados em alguns cliques, com explicações clarificadas de como funcionam os controlos. A partir deste menu, o utilizador pode activar mais ferramentas de protecção, rever e apagar posts que partilhou ou aos quais reagiu, pedidos de amizade enviados e buscas feitas no Facebook.

O novo ‘Aceda à sua Informação’ é «uma forma segura de permitir aos utilizadores acederem e gerirem a sua informação – posts, reacções, comentários ou pesquisas efectuadas. É possível apagar aqui o que não quer que apareça mais na sua cronologia».

É também agora mais fácil efectuar o download da informação partilhada no Facebook – em última análise, os dados pertencem a cada utilizador.

É também da responsabilidade do Facebook «explicar aos utilizadores como recolhe e usa os seus dados na língua escolhida, de forma fácil de entender».

Durante as próximas semanas, serão propostas «actualizações dos termos de serviço do Facebook, que incluem este compromisso». A política de dados será também actualizada «para que seja mais fácil perceber que dados são recolhidos e como são utilizados».

Estas actualizações «visam uma maior transparência – não a obtenção de novos direitos de recolha, uso e partilha de dados».

Mais informação relativamente a este tema será divulgada durante as próximas semanas, incluindo as actualizações às medidas anunciadas na semana passada por Mark Zuckerberg.

Via Facebook.

Categorias
InternetNotícias

Terra. Europa. Portugal. Lisboa. Elite: Dangerous. Blade Runner. Star Trek. Star Wars. Kraftwerk. Project Pitchfork. Joe Hisaishi. Studio Ghibli.
Assinaturas

ARTIGOS RELACIONADOS

Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia para ficar a par das últimas notícias, dicas e análises de hardware e software.
Subscrever
close-link