Smartphones com sensores de impressões digitais no ecrã já são possíveis

Os smartphones a lançar em 2018 já poderão ter uma frente com ecrã completo.
Synaptics

A pequena zona preta (ou notch) que o ecrã do iPhone X tem na parte de cima foi talvez a principal crítica feita ao design do novo smartphone que a Apple lançou na segunda metade de 2017. A razão para a existência dessa zona prende-se com o facto da Apple ter optado por eliminar o botão ‘Home’ que, nos outros modelos, alberga o sensor de impressões digitais do sistema de autenticação biométrica Touch ID. Por isso, foi necessário implementar o Face ID, um sistema de reconhecimento facial que inclui um emissor de infravermelhos e uma câmara especial, visto que não foi encontrada em tempo útil nenhuma forma prática de colocar um sensor de impressões digitais no próprio ecrã dos seus dispositivos.

Esta semana a Synaptics, uma empresa especializada no fabrico de soluções para touchpads e sensores biométricos, anunciou que iria começar o fabrico em massa do Clear ID, um sensor de impressões digitais com tecnologia de fibra óptica que funciona através do vidro dos ecrãs dos smartphones ou tablets. Este anúncio vem na sequência da apresentação desta tecnologia feita há um ano. Isto quer dizer que os smartphones a serem lançados em 2018 já poderão incluir estes sensores e, por isso, terem um ecrã completo.

No campo da segurança os novos sensores incluem a tecnologia SentryPoint Security Suite, que impede que a informação biométrica, guardada e encriptada através de um sistema de 256 bits com uma chave única gerada por hardware, seja removida do sistema ou descodificada por quem não esteja autorizado.

A Synaptics também anunciou que o Clear ID é mais rápido a reconhecer o utilizador que os actuais sistemas de reconhecimento biométrico.

Resta agora saber qual será o primeiro fabricante a lançar um equipamento com ecrã completo que inclua um destes sensores.

Categorias
HardwareMobilidadeNotícias

Sou director da PCGuia há alguns anos e gosto de tecnologia em todas as suas formas. Estou neste mundo muito por culpa da minha curiosidade quase insaciável e por ser um fã de ficção científica.
Assinaturas

ARTIGOS RELACIONADOS

Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia para ficar a par das últimas notícias, dicas e análises de hardware e software.
Subscrever
close-link