Nova tecnologia da NEC permite que pigmentos se tornem marcas de identificação

O mIDot analisa imagens provenientes de uma câmara usando um algoritmo.
NEC-Hardware

A NEC Corporation anunciou o desenvolvimento de uma tecnologia de identificação de pontos de micro-dimensão em objectos – “micro-sized Identifier Dot on Things” (mIDot) – que permite que pontos individuais escritos com canetas de tinta brilhante se tornem em marcas de identificação distintas.

O mIDot (pronuncia-se “my dot”) analisa imagens provenientes de uma câmara usando um algoritmo que permite «reconhecer rapidamente e com precisão, pequenos padrões existentes na tinta de pontos individuais, que são difíceis de duplicar ou de identificar a olho nu».

Devido às partículas aleatórias na tinta, é improvável que se formem padrões idênticos, permitindo que cada ponto de 1mm se torne «numa das marcas de identificação mais pequenas e confiáveis do mundo».

O mIDot da NEC não requer o uso de impressão ou cola. Os pontos podem ser aplicados a uma ampla gama de objectos através de máquinas automáticas, ou mesmo à mão, permitindo que a tecnologia seja usada convenientemente por qualquer pessoa, a fim de identificar produtos ou bens.

Além disso, os pontos podem ser identificados através do uso de uma base de dados na cloud, permitindo aos objectos físicos ficarem ligados a dados digitais.

Via NEC Corporation.

Categorias
PCGuia Pro

Terra. Europa. Portugal. Lisboa. Elite: Dangerous. Blade Runner. Star Trek. Star Wars. Kraftwerk. Project Pitchfork. Joe Hisaishi. Studio Ghibli.
Assinaturas

ARTIGOS RELACIONADOS

Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia para ficar a par das últimas notícias, dicas e análises de hardware e software.
Subscrever
close-link