Apple confirma rumores e lança mesmo iPhone X

O iPhone X foi mesmo anunciado e é o principal destaque do trio de iPhones revelados pela Apple.

A primeira keynote da Apple no seu novo campus, que inaugurou o auditório Steve Jobs, a marca da maçã apresentou mesmo um iPhone especial que comemora os dez anos do lançamento do modelo original.

O iPhone X (Ten) foi mesmo anunciado e é o principal destaque do trio de iPhones revelados pela Apple. Este modelo tem um ecrã Super Retina Display (ou OLED, o primeiro de sempre da marca com esta tecnologia) de 5,8 polegadas (Dolby Vision HDR10, 2436 x 1125, com 458 ppi).

Sem o botão home, basta fazer swipe a partir do fundo do ecrã para entrar no ecrã das apps. Este movimento vai ser o responsável por várias interacções com o iPhone X.

Com a falta do sensor de impressões digitais (Touch ID) para desbloquear o smartphone entra em cena o FaceID. Agora, a câmara frontal do iPhone (True Dept Camera System) analisa a cara do utilizador com a ajuda de um sensor de infra-vermelhos.

Há ainda um chip controlador chamado Neural Engine, com dual core, que pode fazer 600 milhões de operações por segundo. Será este o cérebro do Face ID do novo iPhone X.

Este sistema da câmara vai ainda poder criar Animojis, emojis que copiam a nossa expressão facial e que falam com a nossa voz.

Em relação às câmaras, há dois sensores de 12 MP com aberturas de f1,8 e f2,4, ambas com estabilizador de imagem e preparadas para realidade aumentada. O flash é Quad-LED. Já os modos Portrait Mode e Portrait Light estão disponíveis na câmara da frente.

Air Power

No que respeita à autonomia, a Apple promete mais duas horas que no iPhone 7. Para o carregamento, a marca anunciou também uma nova base de carregamento, a Air Power (só chega em 2018), que pode dar energia a vários dispositivos compatíveis, como os Air Pods ou o Apple Watch.

As versões disponíveis do iPhone X são de 64 e 256 GB, com preços que começam nos 999 euros, e que fica disponível a 3 de Novembro.

iPHONE 8 e iPHONE 8 PLUS

iPhone 8
De resto, a marca apresentou a tradicional dupla de iPhones que sucede sempre aos anteriores, neste caso os 8 e 8 Plus, agora com um design em vidro, o «mais forte de sempre num smartphone», garante a Apple.

Estes smartphones têm ecrãs de 4,7 e 5,5 polegadas, respectivamente e também contam com um novo processador, o A11 Bionic (que também está no iPhone X), de seis cores e 64-bit, 70% mais rápido que o A10. Este é também o primeiro iPhone a ter um GPU feito pela própria Apple.

As máquinas fotográficas (calibradas para realidade aumentada) continuam a ser são duplas no iPhone 8 Plus e têm novos sensores de 12 MP (o iPhone 8 tem uma), com características de imagem mais avançadas. Aqui, as aberturas são de f/1,6 e f/1,8.

A Apple também garante que a gravação de vídeo (4K a 60 fps) é a mais avançada de sempre num smartphone. A gravação a 1080p passa a ser a 240 fps, o dobro da versão anterior.

Finalmente, o carregamento sem fios (standart Qi) chega também ao iPhone 8, tal como no iPhone X: é a utilização do vidro em vez do metal que possibilita esta “inovação” no smartphone da Apple. Por exemplo, os carregadores deste género que o Ikea vende são compatíveis com o iPhone 8.

As versões são de 64 e 256 GB de armazenamento. Para os modelos mais “normais” dos novos iPhones, os preços começam nos 699 euros. O iPhone 8 chega a 22 de Setembro e o iOS 11 dia 19.

Um Apple Watch com 4G e que funciona independente do smartphone (pode levar um nanoSIM) e uma Apple TV 4K foram outras das novidades anunciadas hoje da keynote da empresa.

APPLE WATCH SERIES 3

AW SERIES
Em relação ao Apple Watch (com a versão 4 do seu sistema operativo, que fica disponível a 19 de Setembro), Tim Cook revelou que as vendas crescentes deste relógio elevaram a marca ao primeiro lugar das mais vendidas do mundo. A app de análise de batimentos cardíacos foi melhorada para dar mais informação e alertas sobre o coração.

O relógio também ganha capacidade de fazer streaming de música a partir da respectiva app. Há um processador dual-core 70% mais rápido que o antecessor e um novo chip Apple W2 que permite comunicações Bluetooth mais estáveis e Wi-Fi 85% mais rápidas; passa igualmente a haver um altímetro barométrico neste equipamento.

Já o 4G funciona no Apple Watch a partir de um SIM virtual que “duplica” o cartão que temos no iPhone, sendo que todo o ecrã é uma antena. Todas estas novidades aplicadas ao relógio não alteram as dimensões, pelo que a espessura é igual à de modelos anteriores. Além de algumas cores novas, há um novo apontamento de design: o centro da coroa é em vermelho.

As chamadas podem ser feitas com os Air Pods ou em alta voz a partir do relógio, sem que haja auscultadores pelo meio. O preço começa nos 329 dólares (sensivelmente o mesmo em euros) e vai estar disponível em Portugal a 22 de Setembro, embora sem funcionalidade de fazer chamadas.

APPLE TV 4K

Apple TV 4K
A box Apple TV tem sido actualizada ao longo dos anos com várias funcionalidades, mas só em 2017 ganha compatibilidade com vídeo 4K. Além deste formato de imagem, a Apple adiciona ainda HDR 10 e Dolby Vision, formatos usados no cinema.

Os filmes em 4K do iTunes vão estar ao mesmo preço dos HD e quem já tiver estas versões vai receber gratuitamente os filmes em 4K, se aplicável.

A Apple usa o A10X Fusion, o mesmo processador que está no iPad Pro, com gráficos quatro vezes mais poderosos que o modelo anterior. O preço começa nos 179 dólares, para a versão de 32 GB.

—-

NOTÍCIA EM ACTUALIZAÇÃO

Categorias
Mobilidade

Jornalista de tecnologias desde 2005, tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil. Gosta de carros rápidos e de hotéis caros. Não tem um helicóptero porque decidiu gastar o prémio do último Euromilhões no desenvolvimento de um smartphone de marca própria.
Sem comentários

Deixe um comentário

*

*

Publicidade

RELACIONADOS

Insira o seu nome e endereço de e-mail para receber as newsletters da PCGuia