MobilidadeNotíciasSegurança

Ransomware móvel disparou no primeiro trimestre de 2017

Ransomware-New

Os principais responsáveis pelas ameaças ransomware móvel estão a concentrar os seus ataques em países ricos.

Mercados desenvolvidos não só representam um nível mais elevado de rendimentos como também uma infraestrutura móvel e de e-payment mais activa e utilizada.

De acordo com o relatório anual de ransomware da Kaspersky Lab para 2016-2017, a actividade de ransomware móvel disparou no primeiro trimestre de 2017 com 218 625 pacotes de instalação de trojans de ransomware – 3,5 vezes mais que no trimestre anterior.

A mesma actividade diminuiu em seguida para os valores médios observados nos dois anos. Apesar do alívio, a paisagem de ameaças móveis ainda cria ansiedade, uma vez que os criminosos atacam sistemas financeiros e infraestruturas de pagamento de países desenvolvidos que podem ser facilmente comprometidas.

No período entre 2015-2016, a Alemanha foi o país com a maior percentagem de ataques ransomware a utilizadores de dispositivos móveis (quase 23%), com uma proporção dos utilizadores afectado com qualquer tipo de malware móvel. Seguiu-se o Canadá (quase 20%), o Reino Unido e os EUA – com mais de 15%.

O panorama alterou em 2016-2017 com os EUA a subirem de quarto para primeiro lugar (quase 19%). O Canadá e a Alemanha mantiveram-se no top 3 com quase 19% e mais de 15%, respectivamente, deixando o Reino Unido em quarto lugar com mais de 13%.

O número total de utilizadores que se depararam com ransomware entre Abril de 2016 e Março de 2017 aumentou em 11,4% comparado com os 12 meses anteriores (Abril 2015 a Março 2016).

A proporção de utilizadores que encontraram ransomware pelo menos uma vez no total de todos os utilizadores que já se depararam com a ameaça diminuiu em quase 0,8 pontos percentuais, de 4,34% em 2015-2016 para 3,88% em 2016-2017.

Entre quem se deparou com ransomware, a proporção que encontrou cryptors aumentou em 13,6 pontos percentuais, de 31% em 2015-2016 para 44,6% em 2016-2017.

Via Kaspersky Lab.

PCGuia
Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×