Cisco anuncia soluções de rede que se auto-adaptam às necessidades do negócio

O anúncio da Cisco consiste na criação de um «sistema que se antecipa às acções, detém as ciber-ameaças (incluindo as ocultas em tráfego cifrado) e continua a evoluir e...
Network-Architecture-Cisco

O anúncio da Cisco consiste na criação de um «sistema que se antecipa às acções, detém as ciber-ameaças (incluindo as ocultas em tráfego cifrado) e continua a evoluir e a aprender».

Ao automatizar o extremo da rede e integrar a capacidade analítica e machine learning como pilares essenciais, a Cisco «ajuda a que os departamentos de TI se foquem em responder às necessidades estratégicas de negócio».

A Cisco Digital Network Architecture (DNA) oferece um portefólio integrado de hardware e software para «converter a nova era do networking em realidade».

A suite de tecnologias e serviços da Cisco DNA, que trabalham conjuntamente como um único sistema e permitem às organizações acelerar a sua transformação digital, incluem o DNA Center, um quadro de comandos centralizado que permite aos departamentos de TI gerir a rede de maneira auto-adaptável em função das necessidades de negócio, incluindo o desenho, provisão, aplicação de políticas e manutenção.

O Software-Defined Access (SD-Access) automatiza o reforço de políticas e a segmentação da rede sobre um único tecido para simplificar o acesso aos utilizadores, dispositivos e objectos.

Ao automatizar tarefas quotidianas como configuração, provisão e resolução de problemas, o SD-Access reduz o tempo que se demora a adaptar a rede (de meses e semanas a horas), e reduz possíveis problemas de falhas de segurança.

A plataforma Network Data Platform and Assurance categoriza e correlaciona a grande quantidade de dados que atravessam a rede, e utiliza machine learning para os converter em analítica preditiva, business intelligence e conhecimento útil proporcionado através do serviço DNA Center Assurance.

Actualmente, quase metade dos ciberataques aparecem ocultos em tráfego cifrado, e este número continua a aumentar. Ao utilizar a ciber-inteligência da Cisco Talos e a funcionalidade machine learning para analisar os metadados e padrões de tráfego, a rede pode identificar os ataques conhecidos, mesmo os escondidos em tráfego cifrado e sem necessidade de os desencriptar.

A Cisco revelou ainda que ao adquirir a nova família de switches Catalyst 9000, os clientes têm à sua disposição as capacidades de software de DNA por subscrição, tanto através de suites de software Cisco ONE pré-integrados como através de componentes “a la carte”.

A Cisco anuncia também um novo Centro de Developers DNA integrado na DevNet, com recursos para ajudar os developers e os profissionais de TI a criar aplicações de rede e integrá-las com os seus actuais sistemas de fluxos de trabalho. Isto inclui componentes de formação, sandboxes e recursos de suporte para facilitar o uso de APIs.

Via Cisco.

Categorias
PCGuia Pro

Terra. Europa. Portugal. Lisboa. Elite: Dangerous. Blade Runner. Star Trek. Star Wars. Kraftwerk. Project Pitchfork. Joe Hisaishi. Studio Ghibli.
Assinaturas

ARTIGOS RELACIONADOS

Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia para ficar a par das últimas notícias, dicas e análises de hardware e software.
Subscrever
close-link