Coordenador do Centro Nacional de CiberSegurança na abertura da Semana Internacional do Instituto Politécnico de Setúbal

Semana-Intern-IPS-Conferenc

Pedro Veiga, coordenador do Centro Nacional de CiberSegurança, participou ontem na sessão de abertura da 10.ª Semana Internacional do Instituto Politécnico de Setúbal (IPS).

Numa conferência subordinada ao tema “O papel da tecnologia num mundo em mudança”, Pedro Veiga abordou a evolução da Internet em Portugal e os novos desafios como a “CyberSegurança”, o “CyberCrime” e a “CyberDefesa”. Para o coordenador do Centro Nacional de CiberSegurança a cooperação entre as entidades que tutelam estas áreas é essencial para contornar ataques informáticos e deixou alguns alertas para minimizar danos: não abrir e-mails de destinatários desconhecidos e efectuar regularmente cópias dos ficheiros e updates dos sistemas.

No âmbito da internacionalização, Pedro Dominguinhos, Presidente do IPS, destacou as várias estratégias em curso no Instituto como os módulos leccionados em inglês por duas Escolas Superiores do IPS, o incentivo à realização de programas de mobilidade internacional e a dinamização de formação em inglês destinada a docentes e não docentes. Adiantou, também, que além do projecto H2020 na área das energias renováveis, coordenado pelo IPS, a instituição irá integrar outro consórcio de outro projecto H2020.

Greg Macris, Ministro Conselheiro para os Assuntos Políticos e Económicos da Embaixada dos Estados Unidos em Lisboa, também presente na conferência, salientou a pertinência das visitas que tem realizado para conhecer o país, mas sobretudo as universidades e politécnicos portugueses, que no campo da tecnologia e da investigação nesta área «têm mostrado excelentes capacidades e inovação». Na sua intervenção, referiu ainda que numa sociedade onde a tecnologia está presente em toda a parte, é necessário manter a transparência, dando alguns exemplos do empenho dos EUA nesse domínio.

A última intervenção foi realizada através de videoconferência, directamente da Turquia, na qual a investigadora Ayselin Yildiz, da Yasar University, falou sobre o papel dos smartphones durante a jornada de fuga dos refugiados, considerando a actual crise migratória.

A investigadora realizou um retrato claro do que tem acontecido no seu país, desde 2015, referindo que os smartphones são utilizados para obter informação acerca da abertura e fecho de fronteiras, preços de viagens e barcos disponíveis, para partilhar coordenadas (GPS) e encontrar rotas seguras, mas também para os refugiados tomarem conhecimento sobre como e o que fazer nos países que os acolhem, entre outras.

Sob o tema ‘Changing World. Changing Attitudes’, a 10ª Semana Internacional do IPS recebe mais de 40 participantes, oriundos de 14 países para reflectirem sobre as mudanças constantes e imediatas no mundo actual, considerando o desenvolvimento das tecnologias e o seu papel e impacto no quotidiano da sociedade.

As Escolas Superiores do IPS vão também dinamizar seminários e actividades que articulam esta temática com as respectivas áreas de ensino, nomeadamente tecnologia, engenharias, educação, ciências empresariais e saúde. A Semana Internacional decorre até ao dia 19 de Maio.

Via Instituto Politécnico de Setúbal.