Relatório anual da OutSystems identifica principais desafios da transformação digital

OutSystems-New

A OutSystems divulgou o seu quarto relatório anual sobre o desenvolvimento de aplicações e os desafios a este associados. Segundo o relatório – ‘Desenvolvimento de Aplicações numa Era de Transformação Digital, Plataformas Low-Code e Citizen Developers’ da OutSystems, a produtividade é afectada por enormes atrasos.

Mais de metade dos profissionais de TIs inquiridos (62%) reporta a existência de atrasos nas aplicações móveis, alguns com mais de 10 aplicações em stand-by à espera de serem desenvolvidas.

Apesar de 88% dos inquiridos considerar o mobile uma funcionalidade ‘necessária’ ou ‘muito importante’, 37% das organizações depara-se com a falta de mobile developers e 44% relatou mesmo um défice nas competências necessárias para resolver esta questão.

Os gestores de TIs enfrentam inúmeros desafios no que diz respeito ao desenvolvimento móvel. As restrições de tempo e orçamento são as que mais pesam, seguidos de um défice de competências, competição feroz de prioridades e a falta de mobile developers. De acordo com o mesmo relatório, 43% dos inquiridos consideram a possibilidade de recorrer ou já utilizam plataformas low-code ou no-code na sua estratégia de TI.

No que diz respeito a Portugal, a maioria dos inquiridos trabalha sobretudo para empresas com menos de 500 colaboradores (57%), na área de computadores e tecnologia (46,3%) e serviços financeiros (10,8%). A mobilidade é também considerada crucial no desenvolvimento das aplicações, no entanto a maioria planeia desenvolver menos de uma dezena em 2017 (55%). Praticamente 60% dos portugueses inquiridos está satisfeito com o actual tempo de desenvolvimento das aplicações, que demoram, na sua maioria, 3 a 5 meses a serem concluídas (39% web e 38% mobile).

As barreiras que o low-code e o no-code enfrentam em Portugal dizem respeito sobretudo à falta de conhecimento destas plataformas e a preocupações de segurança e escala das aplicações desenvolvidas.

Via OutSystems.