As pilhas velhas vão traduzir-se em mais equipamento para o IPO

A Ecopilhas lançou a oitava edição do Peditório Nacional de Pilhas e Baterias, que vai decorrer até ao final do ano. A ideia é que esta recolha depois se possa converter numa doação para o Instituto Português de Oncologia.

Assim, até 31 de Dezembro de 2016, basta colocar as pilhas e baterias usadas de equipamentos como telemóveis, relógios, telecomandos, brinquedos e afins, num dos 20 mil pilhões que estão disponíveis em todo o país. Caso não saiba onde fica o pilhão mais próximo, existe uma app Ecopilhas, que ajuda na localização do ponto de recolha mais perto.

Ao longo destas edições, já foram recicladas 26,9 milhões de pilhas e baterias usadas. «Ao longo de todo o ano, a Ecopilhas ajuda os cidadãos a reciclar pilhas e baterias usadas, contudo, nesta época festiva também ajuda a ajudar. Assim, nesta campanha, aliamos a reciclagem à solidariedade porque acreditamos que tanto a protecção do ambiente, como a responsabilidade social e a promoção de um desenvolvimento mais sustentável são deveres de todos nós», refere Eurico Cordeiro, Director-Geral da Ecopilhas.