PCGuia

PT e Huawei aproveitaram Web Summit para mostrar uma rede 4,5G

Se há coisa que tem sido assunto no Web Summit é a ligação à Internet. Queixas sobre o Wi-Fi à parte, a PT aproveita o evento para um outro aspecto: a demonstração de uma rede móvel 4,5G.

Actualmente, a ligação 4G já cobre cerca de 93% da população, de acordo com os dados apresentados pela PT, no seu stand do Web Summit. Pelo meio de conferências, muitas startups e uma rede de Wi-Fi onde se estima que cada utilizador esteja com três dispositivos conectados, a PT e a Huawei demonstraram como anda a sua caminhada conjunta para a rede móvel 5G.

Anteriormente, um teste deste tipo só seria possível em condições laboratoriais: no entanto, a PT e a Huawei levaram o teste para o meio da FIL. A premissa? Demonstrar uma rede 4,5G, com velocidades de 1,7 Gbps, comm Alexandre Fonseca, o CTO da PT, a descrever o acontecimento como um «feito único naquilo que são as redes móveis em Portugal.» Apesar de andar muito perto da meta dos 1,7 Gbps, o teste feito manteve-se ligeiramente acima dos 1,6 Gbps.

Para quem quer este tipo de velocidade, ainda vai ter de esperar mais algum tempo. «Ainda nem sequer há equipamentos que suportem este tipo de redes», explicava o CTO da PT depois da demonstração. «A indústria é que se tem de adaptar agora». Com a demonstração feita, o CTO explicava ainda que a tecnologia utilizada tem toque português, vinda do Altice Labs, em Aveiro. A PT e a Altice optaram por rebaptizar o PT Inovação este ano o laboratório, que apelidaram como «centro nevrálgico do ecossistema de inovação do grupo».

Em relação à chegada do 5G, a PT explica que «tecnicamente, é possível chegar a 2020 com 5G», mas Alexandre Fonseca reforça que ainda estão a ser feitos investimentos na rede 4G.

Exit mobile version