PCGuia Pro

PMEs recorrem a SaaS para fazer frente ao aumento das ameaças de ataques online

kaspersky-lab-endpoint

Um estudo da Kaspersky Lab e da B2B International revela a necessidade de as PMEs preencherem o vazio que existe entre os orçamentos reduzidos que têm para a segurança nas TI e a pouca experiência na área – isto para fazerem frente ao aumento das ameaças de ataques online, cada vez mais frequentes.

O estudo ‘A Evolução do Papel do SaaS e do Outsourcing das TI nas PMEs’ levanta o véu sobre as ameaças que as PMEs enfrentam no contacto com o universo desafiante da segurança cibernética.

Mais de metade (55%) das PMEs tem preocupações relativas à forma como tendências como a adopção do BYOD tornam a gestão da segurança mais difícil, e um número equivalente (49%) admite sentir-se vulnerável a incidentes de terceiros que afectem os serviços de cloud que utilizam.

No que respeita ao cenário das ameaças, o estudo mostra que a perda de dados internos e confidenciais é a principal preocupação de quase metade (48%) das empresas. Esta preocupação é certamente justificável tendo em conta os ataques actuais experienciados pelas PMEs: cerca de 41% já foi infectada com vírus e malware que diminuem a produtividade de forma significativa.

Em resposta a novas e emergentes ameaças, as PMEs procuram reforçar a sua protecção, ainda que metade (50%) não preveja orçamento adicional para contratação de peritos em segurança e apenas 10% acredite que vai existir um aumento de orçamento disponível para esta matéria.

Para as PMEs que não têm os recursos internos necessários – ou não têm orçamento disponível, o Security as a Service (SaaS) pode ser a solução, com quase metade (40%) das empresas a depositar a sua confiança em terceiros que cuidem das suas infraestruturas e processos de TI.

O estudo mostra, também, que aqueles que consideram o serviço cloud e o BPO (Business Process Outsourcing) prioridades estão, consideravelmente, mais satisfeitos com a eficácia da consultoria de segurança (62%) e com os MSPs (59%). Cerca de 17% não tenciona utilizar um fornecedor externo de serviços de segurança na área das TI, no entanto, quase um quarto (23%) prevê esta mudança nos próximos 12 meses.

Via Kaspersky Lab.

PCGuia
Luis Vedor
Terra. Europa. Portugal. Lisboa. Elite: Dangerous. Blade Runner. Star Trek. Star Wars. Kraftwerk. Project Pitchfork. Joe Hisaishi. Studio Ghibli.
Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia e fique a par das últimas notícias, dicas e truques de hardware e software.
Subscrever
close-link