NotíciasSegurança

Kaspersky Lab alerta que 25% das redes Wi-Fi públicas não são seguras

wi-fi-new

Depois de analisar informações de mais de 31 milhões de redes Wi-Fi públicas ou hotspots em todo o mundo, a Kaspersky Lab descobriu que 25% destas não são seguras e que colocam em risco os dados pessoais dos utilizadores.

Isto significa que tudo o que é transmitido através destas redes, incluindo mensagens pessoais, palavras-passe, documentos e outras informações, pode ser facilmente interceptado e utilizado pelos hackers.

Segundo a Kaspersky Security Network, 25% das redes Wi-Fi em todo o mundo não têm qualquer encriptação ou palavras-passe de protecção. Outros 3% de hotspots utiliza WEP (Wired Equivalent Privacy) para encriptar os dados.

Os outros cerca de três quartos de hotspots utilizam uma forma mais fiável de encriptação, baseada na família de protocolos de Wi-Fi Protected Access (WPA). O esforço que é necessário para invadir estas redes depende das configurações, incluindo a resistência das palavras-passe.

A Kaspersky Lab refere ainda que os 20 países com as percentagens mais elevadas de hotspots de Wi-Fi não encriptados incluem alguns dos destinos turísticos mais populares, como Tailândia, França, Israel, os EUA, entre outros. Os turistas estão entre os utilizadores mais vulneráveis, já que, frequentemente, o hotspot de Wi-Fi mais perto de si é a única maneira de se manterem ligados.

Via Kaspersky Lab.

PCGuia
Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×