Review – Coolpad Torino

Depois de ter entrado no mercado nacional com três smartphones, a Coolpad trouxe agora mais dois – um deles é este Torino. Pensado para o mercado de gama média,...

Depois de ter entrado no mercado nacional com três smartphones, a Coolpad trouxe agora mais dois – um deles é este Torino. Pensado para o mercado de gama média, a fabricante chinesa pretende que este dispositivo roube a atenção das várias marcas de smartphones que têm preços acessíveis.

O Torino tem muito bom aspecto, com o ecrã revestido por vidro curvo, os lados cobertos por uma moldura de alumínio dourado e laterais da traseira com um ligeiro arredondamento. Ao centro vem o sensor de impressão digital, que além de permitir gravar várias impressões também possibilita que lhes sejam atribuídas várias funcionalidades. A construção é boa e, tendo em conta as suas 5,5 polegadas de ecrã, é leve quanto baste. Uma das surpresas foi mesmo o ecrã IPS, que apesar de ser apenas HD (1280 x 720) é absolutamente nítido, com cores vibrantes e qualidade de imagem óptima.

O desempenho também é algo a que não podemos apontar o dedo, já que apesar de não ter sido espectacular nos testes de benchmark, nunca nos deixou ficar mal. Mesmo durante a utilização da aplicação Dual Space da Coolpad, que acreditamos exigir bastante da RAM. Este é um ponto muito positivo no Torino, uma app exclusiva da marca, que permite ter dois espaços no smartphone, com as mesmas aplicações a correrem em simultâneo em ambos. O objectivo é fornecer mais privacidade ao utilizador, já que um dos espaços é público e o outro privado.

A câmara não compromete, desde que não seja dado muito uso ao zoom, mas com 13 MP não podíamos esperar a melhor qualidade do mercado; em compensação existem muitas funcionalidades na aplicação da câmara que tornam a experiência mais agradável. A câmara frontal de 5 MP é apoiada, por exemplo, por uma função de embelezamento que conta com 25 níveis. Mas é preciso referir a utilização desta funcionalidade dá um aspecto enevoado às selfies e retira-lhes nitidez.

Falta referir que este smartphone é dual-SIM (4G LTE), mas se quiser utilizar um cartão microSD para expansão do curto espaço de armazenamento interno (16 GB) terá de abdicar de um deles. A autonomia é razoável, mas se já entrou na febre do Pokémon Go, recomendamos que invista num power bank.

AnTuTu: 24 561
PCMark: 3715
3D Mark: 7500
Bateria: 492 min

Categorias
MobilidadeReviews
Assinaturas

ARTIGOS RELACIONADOS

Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia para ficar a par das últimas notícias, dicas e análises de hardware e software.
Subscrever
close-link