Siemens inaugura a sua nova sede em Munique

A Siemens inaugurou hoje a sua nova sede, em Munique, descrita como um dos edifícios mais sustentáveis do mundo.

A obra, que começou em 2010, tem uma área de aproximadamente 45 mil metros quadrados, situada na Wittelsbacherplatz. O edifício foi integrado na zona história da cidade, com uma particular atenção à sustentabilidade. Em comparação com a sede anterior, este edifício gastará menos 90% de electricidade, menos 75% de água e é estimado que diminua a pegada de dióxido de carbono em 90%.

Para poupar energia, o sistema de controlo climatérico deste novo edifício recorre à energia geotérmica. A empresa explica que são bombeados 100 mil litros de água numa hora, ao longo de 70 quilómetros de canos na fundação do complexo, o que permite aquecer ou arrefecer o edifício, consoante a estação do ano.

«Um aspecto chave do nosso conceito geral de energia na nova sede não é apenas reduzir drasticamente o consumo de energia, mas também garantir que temos o máximo possível de electricidade gerada a partir de fontes renováveis», diz Jesper Friis, responsável pela área de Building Systems da equipa da Siemens Real Estate. «Isto vai ajudar a empresa a atingir os seus ambiciosos objectivos no que toca a emissões de CO2. A Siemens quer tornar-se a primeira grande empresa a ter uma pegada de carbono neutra até 2030. Na realidade, a Siemens tem um plano para reduzir as emissões para metade até 2020», acrescentou.

O projecto é da autoria do gabinete de arquitectura Henning Larsen Architects, com capacidade para 1200 trabalhadores.