Segundo uma notícia do New York Times, a Microsoft firmou uma parceria com a Kind, uma startup que está a tentar trazer o negócio da venda da Marijuana nos EUA para o mainstream através da venda deste tipo de produtos em máquinas automáticas. A parceria tem como objectivo a criação de apps baseadas na tecnologia de nuvem Azure da Microsoft, que vão permitir aos produtores controlar as plantas desde a semente até à venda. Isto ajuda-os a manterem-se dentro das leis que regulam a distribuição da Marijuana nos Estados Unidos.

Segundo declarações de Kimberly Nelson da Microsoft ao jornal: “À medida que a industria vai sendo regulada, o número de negócios aumenta e nós acreditamos que as exigências de novas ferramentas de controlo também vão aumentar no futuro”.

Neste momento são 25 os estados dos EUA que legalizaram a venda de marijuana, seja para utilizações médicas ou lúdicas. Espera-se que mais cinco aprovem a legalização durante este ano, incluindo a Califórnia e o Nevada.