Apple processada por homem que diz ter inventado o iPhone em 1992

Que atire a primeira pedra quem nunca quis processar a Apple, normalmente por danos morais por a bateria durar pouco tempo ou por os cabos não serem fãs de...

Que atire a primeira pedra quem nunca quis processar a Apple, normalmente por danos morais por a bateria durar pouco tempo ou por os cabos não serem fãs de durabilidade. Mas há alguém na Florida que tem outra aposta…

O norte-americano Thomas Ross está a processar a Apple, porque diz ter inventado o iPhone em 1992. Ross exige 10 mil milhões de dólares à Apple, algo como 9 mil milhões de euros. São até apresentadas figuras do registo de patente, em 1992 – se bem que a única coisa semelhante entre o dispositivo e o iPhone seja a forma e o facto de terem um ecrã.

Em relação às funções da patente de Thomas Ross, vamos fazer uma viagem pela memória: este dispositivo tinha um drive para disquete de 3,5 polegadas, uma antena exterior e também um teclado físico. Sendo que uma das características mais marcantes do primeiro iPhone era mesmo não ter teclado, parece que vai ser difícil conseguir fazer frente à Apple.

Patente Apple

 

Categorias
CuriosidadesNotícias

É fã de tecnologia que lhe permita facilitar a vida e tem pavor a todo e qualquer sinal que diga bateria fraca. Passa a vida a ouvir música.
Assinaturas

ARTIGOS RELACIONADOS

Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia para ficar a par das últimas notícias, dicas e análises de hardware e software.
Subscrever
close-link