Estudo prevê vendas de realidade virtual de 700 milhões de dólares

O estudo Technology, Media & Telecommunications Predictions da Deloitte faz previsões para o futuro de diversas áreas da tecnologia. Entre os muitos pontos, a empresa prevê que as vendas...

O estudo Technology, Media & Telecommunications Predictions da Deloitte faz previsões para o futuro de diversas áreas da tecnologia. Entre os muitos pontos, a empresa prevê que as vendas de dispositivos ligados à realidade virtual vão, pela primeira vez, ultrapassar o milhar de milhões de dólares em 2016.

De acordo com o estudo, só as vendas de hardware de realidade virtual vão render 700 milhões de dólares; o restante valor está ligado aos restantes conteúdos. Na prática, serão cerca de 2,5 milhões de headsets de VR e 10 milhões de jogos vendidos durante este ano.

Como seria de esperar, este estudo aponta também que as compras nesta área serão feitas por core users e não por jogadores casuais. «Espera-se que a realidade virtual atinja um marco histórico em 2016 – tornando-se num mercado de mil milhões de dólares – mas a longo prazo esta tecnologia irá enfrentar dificuldades para alcançar a escala ou a omnipresença do smartphone, do computador ou da televisão», explica Miguel Eiras Antunes, partner de consultoria da Deloitte Portugal. «No entanto, à medida que a tecnologia necessária melhora e evolui, para tornar a experiência mais envolvente, poderá haver lugar a uma adopção generalizada.»

Outra conclusão deste estudo é a de que, embora os jogos em dispositivos móveis tenham potencial para ser líderes em termos de receitas na área do software, a receita média por jogo por plataforma vai sofrer variações consideráveis. Espera-se que o mercado de jogos de computador represente 32 mil milhões de dólares e o de jogos de consolas de 28 mil milhões.

Nas telecomunicações, o número de ligações à internet por Gigabit por segundo vai aumentar consideravelmente, com 10 milhões até ao fim do ano. Cerca de 70% desse valor diz respeito às ligações residenciais.

Na partilha de fotografias, algo que tem vindo a ser cada vez mais notório (o número de utilizadores do Instagram é sintoma disso) é o aumento do número de imagens partilhadas. Este ano, serão partilhadas cerca de 2,5 triliões de fotografias, em que 90% serão tiradas com smartphone.

Categorias
Mercados

É fã de tecnologia que lhe permita facilitar a vida e tem pavor a todo e qualquer sinal que diga bateria fraca. Passa a vida a ouvir música.
Assinaturas

ARTIGOS RELACIONADOS

Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia para ficar a par das últimas notícias, dicas e análises de hardware e software.
Subscrever
close-link