Vendas da Apple caíram… pela primeira vez em 13 anos

Apple-Glass-New

A Apple apresentou os resultados das vendas para o seu segundo trimestre fiscal de 2016, que terminou a 26 de Março. Pela primeira vez desde 2003, a empresa de Cupertino regista uma queda nas vendas, quando os resultados são comparados com o mesmo período de 2015.

Outra estreia para a Apple: foi também das primeiras vezes que o comunicado de informação financeira da empresa não incluía a palavra ‘recorde’ no título.

No segundo trimestre deste ano, as vendas chegaram aos 50,6 mil milhões de dólares, algo como 57,4 mil milhões de euros. Na parte dos lucros, a Apple conseguiu gerar 10,5 mil milhões de dólares, cerca de 9,28 mil milhões de euros. Até aqui, seriam resultados impressionantes, não fosse a comparação com o mesmo período de 2015.

No segundo trimestre do ano passado, as vendas rondavam os 58 mil milhões de dólares (51 mil milhões de euros) e os lucros os 13,6 mil milhões de dólares (12,02 mil milhões de euros). Olhando para as percentagens, trata-se de uma queda de 13% nas vendas. E a queda pode não ficar por aqui, já que a projecção para o próximo trimestre também anda em terreno negativo: pelo menos 15% de queda.

Os resultados da empresa foram impulsionados pelas vendas de iPhones na Índia, que registaram um crescimento de 50% quando comparadas com o mesmo período de 2015. Ainda assim, as vendas do iPhone têm vindo a estagnar no resto do globo. Também as vendas do iPad (que atingiram o pico em 2014) têm vindo a abrandar.

Um dos segmentos de negócio da Apple que tem vindo a crescer são o serviços, onde se incluem as aplicações, media e pagamentos. O serviço de streaming da Apple, o Apple Music, continua a crescer, ultrapassando a marca dos 13 milhões de subscritores que pagam pelo serviço.

O CEO da empresa, Tim Cook, reagiu aos resultados: «podemos não ter o vento a nosso favor, como tínhamos antes, mas as coisas estão muito mais estáveis.» Estes resultados ainda não incluem as vendas do novo iPhone SE, colocado oficialmente à venda no final de Março.