CiênciaNotícias

Microsoft aposta no armazenamento de dados em ADN

Twist-Bioscience-01

A Microsoft e a startup Twist Bioscience acreditam que as cadeias de ADN (ácido desoxirribonucleico) podem armazenar dados em segurança durante milhares de anos. Segundo a notícia do site Ars Technica, um grama de ADN será capaz de armazenar até mil milhões de terabytes de dados.

A Microsoft fez saber que os primeiros testes levados a cabo pela Twist Bioscience mostram que é possível recuperar a totalidade dos dados armazenados nas cadeias de ADN. Neste momento, os problemas com o armazenamento de dados em ADN prendem-se com os custos dos processos de leitura e de escrita.

Os custos com a sequenciação de ADN diminuíram substancialmente nos últimos 20 anos. O Projecto do Genoma Humano, realizado entre 1990 e 2003, custou três mil milhões de dólares (cerca de 2,6 mil milhões de euros). Actualmente, o mesmo processo pode ser levado a cabo por mil dólares (880 euros).

Via Ars Technica.

PCGuia
Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×