Software utilizado nos caças F-35 tem bugs

Um relatório de Michael Gilmore, o director da divisão Operational Test and Evaluation (OT&E) do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, apresenta uma lista de problemas que, provavelmente, poderá...
F-35-New

Um relatório de Michael Gilmore, o director da divisão Operational Test and Evaluation (OT&E) do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, apresenta uma lista de problemas que, provavelmente, poderá levar ao adiamento da fase de teste de novos caças F-35.

O relatório refere que a solução de software com a referência ‘Block 2B’, utilizada em aeronaves, tem e continuará a ter diversos bugs por corrigir. Porém, as autoridades do Joint Program Office (JPO) não dão grande importância às preocupações de Michael Gilmore.

Os caças F-35B, que vão ser entregues em breve aos Marines dos Estados Unidos, utilizam a solução de software ‘Block 2B’, a qual, segundo Michael Gilmore, tem «centenas de deficiências que ainda não foram corrigidas».

Estas deficiências multiplicaram nas novas versões do software e estão na origem do mau desempenho dos sistemas electrónicos dos aviões observado durante a fase de desenvolvimento. O responsável aponta ainda o dedo ao Joint Program Office (JPO) de ter adicionado novas funcionalidades ao código com bugs para criar a versão ‘Block 3F’ que vai ser utilizada em novos caças F-35.

Via Ars Technica.

Categorias
NotíciasSoftware

Terra. Europa. Portugal. Lisboa. Elite: Dangerous. Blade Runner. Star Trek. Star Wars. Kraftwerk. Project Pitchfork. Joe Hisaishi. Studio Ghibli.
Assinaturas

ARTIGOS RELACIONADOS

Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia para ficar a par das últimas notícias, dicas e análises de hardware e software.
Subscrever
close-link