Intel renova os Compute Stick

Apesar de serem quase um ‘ovo de Colombo’ no que respeita ao mercado dos micro computadores, os Intel Compute Stick originais tinham alguns problemas, principalmente ao nível do desempenho...

Apesar de serem quase um ‘ovo de Colombo’ no que respeita ao mercado dos micro computadores, os Intel Compute Stick originais tinham alguns problemas, principalmente ao nível do desempenho tanto do processador como da ligação Wi-fi.

Esta semana a fabricante americana apresentou a nova geração de computadores ‘Stick PC’ que é agora composta por três versões: uma com processador Atom Cherry Trail, muito semelhante ao do computador original. E mais duas com processadores Core M baseado na arquitectura Skylake: Core m3-6Y30 e Core m5-6Y57.

Visualmente, os três novos modelos são muito semelhantes ao original.

A versão mais baixa é baseada num processador de quatro núcleos x5-Z8300, com 2GB de memória RAM DDR3 a 1600MHz e 32GB de armazenagem flash eMMC.

Esta versão do Intel Compute Stick inclui uma entrada USB 3, para além da entrada USB 2 que estava presente na versão original. Outra característica que partilha com o modelo original é a presença do leitor de cartões microSD para a ampliação do espaço de armazenagem. A alimentação eléctrica é assegurada por uma entrada microUSB. No entanto a Intel admite que, em futuras versões, irá ser possível alimentar os Compute Stick através da entrada HDMI.

Os modelos mais potentes oferecem a possibilidade de reprodução de vídeo 4K . A alimentação é feita através de uma entrada USB-C. E aqui, os engenheiros da Intel arranjaram uma solução interessante: para não encherem o Compute Stick de entradas USB, colocaram-nas no transformador de corrente que assim também funciona como hub USB 3.0.

Fonte de alimentação ComputeStick

Pormenor das entradas USB 3.0 da fonte de alimentação dos novos Intel Compute Stick.

Internamente tanto o Core m3, como o m5 incluem 4GB de memória RAM DDR3 e 64GB de memória de armazenamento flash.

As novas versões do Intel Compute Stick incluem o Windows 10, mas podem ser adquiridas sem sistema operativo de forma a baixar o preço. Os preços nos EUA são de 159 dólares para a versão Atom, 400 dólares para a versão Core m3 com Windows 10, 300 dólares para a versão sem sistema operativo, finalmente a versão com processador Core m5 custará 499 dólares.

O lançamento nos Estados Unidos está previsto para Fevereiro, ainda não existe indicação de preços e disponibilidade no mercado nacional.

Mais informação aqui.

Categorias
HardwareNotícias

Sou director da PCGuia há alguns anos e gosto de tecnologia em todas as suas formas. Estou neste mundo muito por culpa da minha curiosidade quase insaciável e por ser um fã de ficção científica.
Assinaturas

ARTIGOS RELACIONADOS

Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia para ficar a par das últimas notícias, dicas e análises de hardware e software.
Subscrever
close-link