BQ Aquaris E5 HD 4G

A grande novidade do BQ Aquaris HD 5 em relação ao modelo anterior é a conectividade 4G, que permite usar velocidades mais rápidas de download permitidas pelas operadoras.

No que respeita às outras características técnicas, exceptuando a resolução do ecrã de 5 polegadas que passou de 540 x 960 pixeis com 220 ppi para 720×1280 pixeis com 294 ppi, tudo de mantém inalterável em relação ao modelo anterior que incluía um processador Cortex A7, um GPU PowerVR, acompanhados de 1GB de memória RAM. Este modelo é comercializado com 16 ou 48 GB de memória para armazenagem. 

O Aquaris HD 5 é um verdadeiro matacão, com 139 gramas (5 gramas mais pesado que o modelo 3G) e com um design rude e monótono (especialmente na versão em preto), apesar de gostar muito da parte da frente, toda em vidro.

A espessura também não ajuda, uma vez que o torna ainda mais corpulento, com 8,7 mm. De louvar ainda a decisão da BQ em não se pôr com invenções na interface e deixar fluir o Android 4.4.4 Kit Kat em todo o seu esplendor, sem incluir skins ou apps extra como fazem outras empresas.

Por ser 4G, o preço sobre 20 euros, o que, quanto a mim, não se justifica, até porque o 4G ainda é mais um mito que uma realidade pura em Portugal. Não posso acabar sem deixar dois grandes thumbs up para o som deste smartphone da BQ, simplesmente fantástico, graças à presença da tecnologia Dolby.

Este artigo foi publicado na PCGuia 228 – Janeiro 2015