Gigabyte apanhada a retirar características entre revisões de motherboards

Gigabyte

Não é novidade que entre revisões, os fabricantes de motherboards realizem certas optimizações e alterem o desenho das placas, o que não é propriamente normal é que um fabricante como a Gigabyte tenha sido apanhada a retirar funcionalidades de uma motherboard entre revisões.

Esta situação, descoberta por um utilizador de um forum holandês (Hardware Info) tenha descoberto que a motherboard que adquiriu, uma GA-B85M-HD3 tenha não só um aspecto diferente ao que tinha visto em reviews pela internet fora, como o seu desempenho e as funcionalidades sejam também outras.

Comparando lado a lado a primeira revisão (a de lançamento e utilizada nos testes) e o modelo que adquiriu, rápidamente chegou à conclusão que o seu modelo tem um controlador de energia diferente (ISL95812 em vez do ISL95820), que o circuito de alimentação perdeu uma fase (passou de 4 fases para 3), que o tipo de Mosfet são diferentes (NTMFS4C08N em vez de NTMFS4C06N) e que aguentam uma intensidade de corrente inferior (de 69A para 52A cada), bem como o número de controladores de corrente por cada fase baixou de quatro para dois.

Esta situação levou a que o processador utilizado tivesse um desempenho inferior ao esperado, que o mesmo aquecesse mais depressa e que quando atingida a temperatura de segurança, algo que demorou apenas 6 minutos usando um processo de codificação de vídeo, o processador entrasse em modo de segurança e funcionasse a apenas 800MHz, com o circuito de alimentação a atingir temperaturas na ordem dos 112ºC, significativamente superior aos 80ºC registados pela motherboard com a primeira revisão.

Como se isso não bastasse, esta situação levou a que outros utilizadores fossem verificar as suas motherboard, e dentro dos modelos de entrada de gama (com preços a rondar os 50€) foram encontradas várias motherboards com estas limitações, como a GA-B85M-D2 que perdeu o sistema de Dual BIOS com a nova revisão, a GA-P85-D3 que recebeu dissipadores de calor mais pequenos, e as GA-B85-HD3 e GA-Z87P-D3 que viram o tamanho da placa de circuitos impressos e os dissipadores também a diminuirem de tamanho.

As alterações e optimizações são algo habitual entre revisões de uma motherboard, mas a perda de funcionalidades é uma novidade, e das más, uma vez que a nova motherboard continua a ser vendida para o consumidor final como sendo o mesmo modelo que a revisão original, ou seja, que deveria ter as mesmas características para o qual foi criada e lançada.