Segunda-feira, 16 de Setembro de 2019
MercadosNotíciasSegurança

BitStamp foi alvo dos cibercriminosos

De acordo com a Kaspersky Lab, no dia 4 de Janeiro de 2015 aconteceu um ciberataque contra a BitStamp, uma das empresas que se dedicam à compra e venda da moeda virtual Bitcoin, que teve como consequência a perda de quase 19 mil BTC, o que equivale a cerca de cinco milhões de dólares (4,2 milhões de euros). De momento não se sabe como os cibercriminosos conseguiram levar a cabo este ataque.

Este não é o primeiro ataque que a moeda virtual sofre. A Mt. Gox foi alvo de um ataque no início do ano passado que permitiu o roubo de mais de 600 milhões de dólares (516 milhões de euros) e que levou a companhia à falência. Outra consequência desse ciberataque foi a cotação das Bitcoins que sofreu uma queda brusca, chegando inclusive a perder 19% em apenas 24 horas. Agora, o impacto parece ter sido menor, em parte porque o preço da cibermoeda está em valores que não já não eram vistos desde o Outono de 2013.

Anteriormente, ataques a outras empresas que trabalhavam com Bitcoins, como a Bitconia, a Bitfloor ou a Linode, vieram já pôr em causa a segurança da moeda virtual. No entanto, a Kaspersky Lab afirma que esta divisa é tão segura e fiável como qualquer outra e que a sua segurança, como as demais, depende em última instância das precauções que os próprios utilizadores tomem.

PCGuia
Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×