Asus N551JK

De vez em quando somos surpreendidos com mais um lançamento da Asus, mas desta vez pelas melhores razões. Estamos a falar no novo N551J, um computador portátil dos mais bonitos que recebemos nos últimos tempos. Ao contrário de outros modelos, essa beleza nem sequer está no exterior, embora a tampa do monitor esteja coberta por alumínio e o logotipo que, à semelhança dos modelos da Apple, se ilumina quando o equipamento está ligado.

Na realidade a verdadeira beleza deste portátil Asus está no interior, quando abrimos a tampa do monitor e admiramos o belíssimo desenho que o mesmo tem. Somos então presenteados com um painel de alumínio que cobre toda a base, incluindo o teclado com teclas isoladas (ou em formato de chiclete, se preferir), um touchpad multitouch que finalmente funciona como deve de ser e está bem calibrado a nível de sensibilidade, e um sistema de som optimizado pela Bang & Olufsen com a sua tecnologia ICEpower.
Asus-N551JK_2

É a partir deste sistema que todo o design foi criado, pois embora na realidade apenas existam duas colunas colocadas entre o teclado e as dobradiças do monitor, existe um padrão que dá a entender que as mesmas estão efectivamente colocadas por debaixo do teclado, dando assim uma aparência visual de estarmos perante um sistema de som mais envolvente.

Infelizmente o desempenho sonoro não é assim tão fascinante, mas não deixa de ser muito bom para um computador portátil. No interior temos uma configuração bastante interessante, como o processador Intel Core i7-4710HQ de quatro núcleos e 2,5GHz de velocidade, um total de 12GB de memória RAM do tipo DDR3 a 1600MHz, uma placa gráfica integrada Intel HD Graphics 4600 que funciona durante a maioria das situações e uma Nvidia GeForce GTX850M com 4GB de memória dedicada, para sempre que decidirmos puxar a sério pelo computador, ou seja, quando quisermos jogar.

Ajudado pelo SSD de 24GB e por um rápido disco rígido de 1TB SATA de 7200rpm, este portátil Asus, mesmo não tendo sido criado para gaming, nunca demonstrou estar aquém das espectativas, tendo os resultados registados comprovado isso mesmo, com todos os jogos testados a correrem de forma fluída, mesmo abusando um pouco nas definições gráficas dos mesmos.

Falta apenas referir a presença do ecrã de 15,6 polegadas que suporta uma resolução FullHD (1920 por 1080 pixéis), ideal para poder ver um ou outro filme de alta definição (só não temos um leitor de Blu-Ray integrado).

Resultados dos Testes

3DMark

Ice Storm – 106895

Cloud Fire – 14292

SkyDiver – 10388

Fire – 2887

PCMark 8

Home – 3113

Work – 3331

Battery – 2h33m

Metro Last Light

1366×768 DX11 4xAA High – 38.60 fps

Grid 2

1366×768 8xMSAA Ultra – 37.81 fps

Esta review foi publicada originalmente na PCGuia 227