10 Ferramentas que tem de parar de usar no Windows

As ferramentas que vêm instaladas por defeito com o Windows são o supermercado de produtos de marca própria do mundo do software. No supermercado tem de pagar mais para ter...

As ferramentas que vêm instaladas por defeito com o Windows são o supermercado de produtos de marca própria do mundo do software. No supermercado tem de pagar mais para ter produtos de melhor qualidade e de marca, mas não precisa de pagar nem um cêntimo por ferramentas que fazem um trabalho melhor do que as coisas que já vêm incluídas no seu PC.

Aqui revelamos-lhe dez ferramentas terríveis do Windows e as suas alternativas mais rápidas, seguras e gratuitas.

1- Microsoft Security Essentials

Problema? A única coisa essencial neste programa é que não o deve utilizar. Veio em último nos testes de antivírus mais recentes e não o vai proteger contra vírus. Se o usar com outro antivírus vai ter problemas de conflito. O Microsoft Security Essentials (MSE) não foi incluído no Windows como as outras ferramentas desta lista, mas é a oferta da Microsoft para a segurança e é um sucessor do Windows Defender, que surgiu com o sistema operativo Windows XP.

Malwarebytes

Sugestão: Dois dos antivírus com as melhores notas são gratuitos: o poderoso Avast Free Antivirus e o mais pequeno AVG AntiVirus Free 2014, que seria uma escolha melhor se a sua máquina é antiga ou lenta. Ambos são de confiança e eficientes, mas deve instalar apenas um para evitar conflitos. Use o Malwarebytes Anti-Malware juntamente com o seu antivírus para proteger o computador de outros tipos de malware. Também recomendamos a nova ferramenta Anti-Exploit do Malwarebytes, que impede que hackers utilizem qualquer malware que já esteja na sua máquina.

2- Gestor de Tarefas

Problema? O Gestor de Tarefas evoluiu pouco desde que foi introduzido em 1996. Esta ferramenta tem como objectivo fornecer informação e controlo sobre os processos em execução, mas apenas mostra coisas como ‘wscntfy.exe’ e deixa-o a descobrir o que são.

Process Hacker

Sugestão: A ferramenta open-source Process Hacker lista todos os processos em execução numa pasta com aparência de árvore, que mostra claramente que processos vêm de que programa, e permite investigar ou fechar qualquer um deles com um clique rápido no botão direito do rato. Quando instalar o Process Hacker, clique em ‘Custom installation’ e desmarque todas as caixas, com excepção da que diz ‘Main application’, que está em cinzento. Nenhuma destas caixas instala porcaria, só ferramentas extra de que não precisa.

3- Pesquisa do Windows

Problema? A caixa de pesquisa no fundo do menu Iniciar e o topo do Explorador do Windows são, supostamente, uma porta para os ficheiros, mas parecem-se mais com uma parede de tijolos. Espantosamente, esta ferramenta lenta e imprecisa foi lançada dez anos depois do Google.

swiftsearch

Sugestão: SwiftSearch é um programa open-source portátil que pode utilizar para encontrar qualquer coisa em qualquer PC. Corra o programa, escolha uma drive (normalmente C:), escreva o que quer procurar e carregue no Enter. Num piscar de olhos vai surgir uma lista grande. O SwiftSearch consegue esta velocidade por não indexar a drive; assim, se quiser abrir um item terá de clicar mais algumas vezes do que no Windows Search.

A nova ferramenta Large Files and Folder permite encontrar pastas e documentos maiores e a ferramenta de segurança HijackThis deixa-o procurar metadados em ficheiros, tais como a informação de localização inserida nas fotografias digitais.

4- Task Scheduler

Problema? Este programa foi introduzido no Windows 95 de modo a permitir o agendamento de acções automáticas, mas o Windows não se preocupou em falar-lhe sobre ele. Ainda existe no Windows 8, onde inclui agora uma característica de Manutenção Automática, que permite a outros programadores actualizarem o software que tem instalado em segundo plano, sem lhe perguntar se aceita.
Sugestão?

ifttt

O agendamento automático é uma ideia brilhante, mas tem um nome pouco apelativo. Assim sendo, o IFTTT chama-lhes ‘recipes’ (receitas, em Português). Vá até ao site, crie uma conta e escolha uma receita para, por exemplo, às sextas-feiras guardar automaticamente uma cópia de todas as mensagens de texto no Dropbox. O IFTTT ainda não dispõe de uma ferramenta para o Windows, mas funciona em Android, iOS e web.

Para activar tarefas automáticas no Desktop corra a versão portátil do Shutter (den4b.com) e ligue um evento que aparece como ‘Event’ (como tamanho do documento ou hora do dia) com uma acção (‘Action’). Se a primeira vez que abrir o programa clicar em ‘Accept’ na caixa pode utilizar o programa gratuitamente.

5- Windows Media Player

Problema? Toda gente conhece o Windows Media Player (WMP), especialmente se tivermos em consideração que tem 25 anos de idade e não envelheceu bem. É lento, desordenado e utiliza tanta bateria que se torna difícil correr mais coisas no PC. O WMP 12 veio integrado no Windows 7 e ainda não foi actualizado e melhorado para o 8, o que sugere que a Microsoft pode ter desistido ou estar a desenvolver algo totalmente novo.

Nightingale

Sugestão: Nightingale é um leitor de media simples e eficiente, compatível com dezenas de dispositivos e centenas de formatos. Permite ainda fazer stream de música, rádio e vídeo da Internet, transferir dados de e para o tablet e navegar na Internet sem abrir o browser.

Também vale a pena experimentar o VLC. Com este pode criar playlists e converter ficheiros para diferentes formatos.

O PIOR DO RESTO

6 – Gestor de Dispositivos do Windows

Device-Remover

Esta ferramenta inconstante e limitada é, supostamente, responsável por conceder acesso às informações de qualquer dispositivo ligado ao PC, como disco externos ou pen USB. O Device Remover é muito mais poderoso e fornece uma vista mais detalhada de aparelhos ligados ou instalados, assim como das drivers e processos associados.

7 – Windows Easy Transfer

Introduzida pela primeira vez no Windows Vista, deveria ajudar a mover todos os dados de um computador para outro, mas é incrivelmente lenta. Utilizadores do Windows 7 chegaram a relatar transferências com a duração de onze dias.

A opção portátil da IObit, PC Transfer permite realizar a tarefa por completo em poucas horas. Ao contrário do Windows Easy Transfer o PC transfer suporta o sistema operativo XP e é muito fácil de usar.

8 – Disk Cleanup

Piriform

Os ficheiros antigos comprimidos nesta ferramenta de remoção de lixo podem fazer o computador falhar e deixar algum software inutilizado. Evite completamente o Disk Cleanup e em vez disso utilize o excelente Ccleaner.

9 – MSConfig

Qualquer coisa com o nome de de MSConfig (Configuração de Sistema da Microsoft) nunca será muito user-friendly, e existem várias ferramentas mais simples para escolher os programas que correm no arranque. O Autorun é um dos melhores, incluindo a opção de mostrar apenas programas que não são da Microsoft.

10 – Regedit

O Editor de registo da Microsoft assume que sabe o caminho para os seus registos, e muitos de nós não sabemos. Não deixe que o faça pensar que é seguro eliminar entradas de registo por capricho. Para descobrir o que pode estar a alterar os seus registos, clique em ‘Procurar Erros’ na ferramenta de Registo do Ccleaner.

 

Categorias
DicasNotícias
Assinaturas

ARTIGOS RELACIONADOS

Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia para ficar a par das últimas notícias, dicas e análises de hardware e software.
Subscrever
close-link