Utilizadores de Mac OSX e iOS são cada vez mais alvos de ataques de phishing

apple kaspersky

A conclusão é da Kaspersky, que avança com números capazes de por os fãs da Apple em sentido: as tentativas de ataque passaram das mil por dia em 2011 para as 200 mil em 2013. A empresa revela ainda que os hackers lançam as seus ataques de phishing ao mesmo tempo que as campanhas de marketing da “maçã”.

Segundo a Kaspersky chegaram a ser detectadas «900 mil tentativas num só dia» na altura do anúncio da chegada do iTunes a países como Índia, Turquia ou Rússia, no final de 2012. Um relatório da Kaspersky revela que o número de tentativas de phishing que envolvem cópias da página web oficial da Apple «aumentou consideravelmente desde o início de 2012».

A empresa de software de segurança diz que o método mais comum para lançar ataques de phishing envolve o envio de e-mails que supostamente têm como remetente o endereço [email protected] ou outros do Apple Customer Support, geralmente escritos com uma linguagem profissional e incluindo o logótipo da Apple e links para a página de FAQ.

Noutra versão deste ataque de phishing, «o objectivo é roubar os dados dos cartões de crédito dos clientes da Apple». Segundo a Kaspersky isto é conseguido através do envio de uma mensagem a pedir aos utilizadores que verifiquem a informação do seu cartão de crédito e que pede para inserir a ID da Apple. «Uma forma de diferenciar os sites reais dos falsos é observar a barra de endereços», explica a empresa russa.