Revista das malas dos funcionários das lojas da Apple leva empresa a tribunal

A política da Apple que exige que as malas e os sacos dos empregados das suas lojas sejam revistados duas vezes ao dia, deu origem a uma acção judicial colectiva.

De acordo com a notícia da CNET, dois antigos funcionários das lojas da Apple em Nova Iorque e em Los Angeles apresentaram na semana passada uma queixa num tribunal federal de São Francisco.

Estes funcionários afirmam que diariamente ficavam numa fila durante 30 minutos até que os gerentes das lojas garantissem que não transportavam bens roubados.

A somar a esta espera diária, os antigos funcionários dizem que não receberam cerca de 1500 dólares (cerca de 1130€) referentes a horas extraordinárias.

Os queixosos exigem uma indemnização de valor indeterminado por perdas e danos causados.