Fadas do lar robóticas – Teste em grupo a robôs aspiradores

O primeiro robô de limpeza autónomo a ser comercializado em massa nasceu pela mão da empresa sueca Electrolux e chamava-se Trilobite 1.0. Foi apresentado pela primeira vez em...

Conclusão

O HOM-BOT da LG e o Roomba da iRobot mostraram-se igualmente capazes de cumprir a tarefa de manter a casa limpa, mas a fisionomia quadrada do HOM-BOT garantiu-lhe a recolha de mais lixo dos cantos.

No entanto, um robô com este nível de inteligência e preço deveria avisar quando o depósito está cheio, campo em que o Navibot S da Samsung tem vantagem por conseguir muito mais aspirações graças ao depósito da doca.

Se tem bebés em casa, o robô da Samsung permite-lhe aspirar sem interromper as sestas, mas se tem uma animal de estimação que larga muito pêlo, pode precisar de repetir o programa para alcançar a limpeza que deseja, mas é para isso que ele serve. No que diz respeito ao preço o Navibot S é o mais dispendioso dos robôs que testámos, valor justificado pela doca de limpeza automática.

O Roomba tem sido uma referência no mercado dos robôs aspiradores, algo que é compreensível depois de o experimentarmos. É um robô extremamente inteligente que tem como característica mais negativa, o preço.

Neste sentido não podemos destacar nenhum dos equipamentos desta gama já que as variações de preço são mínimas, mas podemos destacar o preço do Cleaning Robot Vileda, que apesar de pertencer a uma gama menos inteligente consegue executar a tarefa.

O Philips EasyStar é um robô pensado para quem precisa apenas de apanhar algum pó e cotão, não é indicado para casas muito sujas ou que tenham animais de estimação.

Os comandos remotos dos três aspiradores topo de gama permitem controlar o robô remotamente e insistir manualmente no limpeza de um determinado local, como apanhar as migalhas debaixo da mesa de jantar.

Apesar de uns robôs terem limpo melhor que outros, terminado o teste a conclusão é universal: vai continuar a precisar de um aspirador tradicional e de o utilizar, especialmente por causa dos cantos da casa onde mesmo o HOM-BOT quadrado não limpa na perfeição. Dependendo do robô e da sua exigência a nível de limpeza, talvez só precise de aspirar uma vez por mês.

Categorias
Gadgets
Assinaturas

ARTIGOS RELACIONADOS

Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia para ficar a par das últimas notícias, dicas e análises de hardware e software.
Subscrever
close-link