Fadas do lar robóticas – Teste em grupo a robôs aspiradores

O primeiro robô de limpeza autónomo a ser comercializado em massa nasceu pela mão da empresa sueca Electrolux e chamava-se Trilobite 1.0. Foi apresentado pela primeira vez em...

Samsung Navibot S

Samsung
Em 2010, numa altura em que a iRobot dominava o mercado com o seu Roomba, eis que a Samsung decide entrar em força com a gama Navibot. O nosso objecto de teste foi Navibot S que vem equipado com o sistema Visionary Mapping Plus, que recorre a uma câmara no topo para captar imagens a 15 fps do tecto da casa, e criar um mapa e planta da mesma.

Também vem equipado com sensores frontais, laterais e na base. O robô desviou-se na perfeição de um pequeno brinquedo que estava no chão, contornando-o a apenas um centímetro de distância.

Assim que olhamos para a caixa do Navibot S percebemos que tem de ter alguma característica especial, já que a caixa bem maior que as dos concorrentes.

A surpresa está na doca que limpa o robô quando este regressa, de modo a garantir que está sempre pronto para trabalhar. Mesmo que se encontre a meio de um programa de limpeza o aparelho dirige-se à base para vazar o depósito e depois continua exactamente no sítio onde tinha parado.

Esta foi uma boa demonstração da muita eficácia do mapeamento. Mas apesar de encontrar rapidamente a doca, o robô demonstrou algum dificuldade a completar a acoplagem, já que tem de encaixar as rodas em dois carris específicos.

Basta carregar num botão para arrancar com a aspiração, mas os 50 metros de casa de que dispomos não foram todos visitados pelo robô da Samsung. Quando chegou o momento de limpar, o Navibot S ficou atrás dos concorrentes da mesma gama, ainda que tenha apanhado bastante pó e areia, e até alguns pêlos de cão.

No mesmo tapete de pêlo curto onde operaram os outros robôs, o Navibot S não causou impacto porque não retirou pêlos suficientes. Por outro lado, o facto de medir apenas oito centímetros de altura permitiu-lhe aceder a mais espaços como enfiar-se debaixo do sofá.

Quando fica preso em algum local o Navibot S tenta soltar-se, mas desliga-se rapidamente. Agendar um plano semanal ou diário de limpezas é fácil, assim como escolher entre os três modos de limpeza. Numa coisa o Navibot S da Samsung é sem dúvida o melhor, no silêncio com que executa a sua tarefa.

Este foi o robô mais silencioso que testámos, factor que foi contrariado no momento em que chegou à doca, porque a limpeza feita ao robô é muito barulhenta.

Mas esta é uma questão fácil de resolver, já que é muito fácil desligar a limpeza automática. Tirar o depósito da doca para ligar também é muito simples, assim como despejar directamente o recipiente do robô. A junção do depósito do robô com o depósito da base torna o Navibot S o robô com maior capacidade de recolha do mercado.

 

Prós: Capacidade de armazenamento; Navegação; Simplicidade Contras: Acoplagem; Força de aspiração; Preço Preço:  €699

Categorias
Gadgets
Assinaturas

ARTIGOS RELACIONADOS

Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia para ficar a par das últimas notícias, dicas e análises de hardware e software.
Subscrever
close-link