Roscosmos vai continuar a ser responsável pelo envio de astronautas para a Estação Espacial Internacional

Soyuz

Desde que o programa Space Shuttle foi abandonado que a NASA tem vindo a depender da sua homóloga russa para o envio de astronautas para a Estação Espacial Internacional. E tudo parece indicar que assim será durante os próximos anos.
Segundo o site Engadget, a agência espacial norte-americana estendeu o contrato com a Roscosmos para o transporte das tripulações até Junho de 2017. Este prolongamento vai custar à NASA algo como 424 milhões de dólares.
A NASA também se comprometeu a enviar os seus astronautas em naves construídas nos EUA o mais rapidamente possível, o que poderá acontecer precisamente no final do contrato com a agência russa em 2017.
Mas tudo depende da NASA receber todos os fundos contemplados no orçamento federal do ano fiscal de 2014 de forma a continuar o desenvolvimento das futuras naves americanas.