Vencedores dos Sony World Photography Awards 2013

Sony World Photography Awards

A fotógrafa norueguesa Andrea Gjestvang foi a vencedora do prémio L’Iris d’Or/Sony World Photography Awards para o Fotógrafo do Ano. Vencendo mais de 122 000 inscrições de 170 países, a fotógrafa recebeu o seu prémio e um equipamento de imagem digital da Sony, juntamente com um prémio monetário no valor de 25000 dólares (cerca de 19078€), numa cerimónia de gala realizada em Londres.
Os jurados votaram unanimemente na série de retratos tirados por Gjestvang a crianças e jovens sobreviventes do massacre ocorrido em Julho de 2011 na ilha de Utoeya, nos arredores de Oslo. Sob o título ‘One day in history’ (Um dia histórico), esta série capta os jovens sobreviventes com sensibilidade e honestidade e é um testemunho da determinação destes jovens.
Na cerimónia de entrega dos prémios, também foi anunciado que um fotógrafo amador, vindo de Hanói, Vietname, e que comprou a sua primeira câmara digital há apenas um ano, foi considerado o Fotógrafo do Ano do Concurso Aberto.
Hoang Hiep Nguyen foi premiado com uma câmara Sony a77 e 5000 dólares (cerca de 3817€) pela sua imagem de uma jovem numa tempestade.
Os vencedores e os fotógrafos classificados nos 2.º e 3.º lugares da categoria Profissional também foram revelados na cerimónia de entrega dos prémios. Os 15 vencedores da categoria Profissional – vindos de países como a Austrália ou o Peru – viajaram até Londres para receberem os seus prémios e uma câmara Sony a99.
O fotógrafo americano William Eggleston foi laureado com o prémio Contribuição Extraordinária para a Fotografia. Recebido por Winston Eggleston em nome do seu pai, o prémio foi atribuído a William Eggleston pela sua influência na área da fotografia a cores e, por sua vez, a forma como influencia muitos dos mais respeitados fotógrafos actuais.
A fotógrafa polaca Natalia Wiernik, que competiu pelo título de Fotógrafo do Ano na categoria Estudantes em nome da sua universidade, a Academia de Belas Artes Jan Matejko de Cracóvia, Polónia, foi anunciada como vencedora e premiada com equipamento de imagem digital Sony para a sua universidade.
Com uma imagem de um festival de Ano Novo na Roménia, a fotógrafa Alecsandra Dragoi recebeu o título de Fotógrafo do Ano na categoria Juventude. Proveniente da Roménia e, actualmente, a estudar numa universidade no Reino Unido, Dragoi viu a sua imagem ser escolhida como a melhor fotografia individual.
Os Kraszna-Krausz Book Awards são um parceiro dos Sony World Photography Awards. Duas obras partilham o prémio para melhor livro de fotografia e melhor livro de imagem em movimento do ano. São elas:
– Prémio de Melhor Livro de Fotografia – War / Photography: Images of Armed Conflict and Its Aftermath por Anne Wilkes Tucker, Will Michels e Natalie Zest (Yale University Press).
– Prémio de Melhor Livro de Imagem em Movimento – Hollywood Costume por Deborah Nadoolman Landis (V&A Publishing).
Durante a cerimónia, a Kraszna-Krausz Foundation também agraciou o Presidente da Thames and Hudson, Thomas Neurath, com o seu prémio de Contribuição Extraordinária para a Publicação.
O conjunto de trabalhos premiados com o L’Iris d’Or e os dos outros vencedores anunciados estarão em exibição na Somerset House, de 26 de Abril a 12 de Maio, como parte da Exposição Sony World Photography Awards 2013. As imagens também serão publicadas na edição de 2013 do livro dos Sony World Photography Awards, disponível para venda neste site.