MobilidadeReviews

HTC 8X

O novo Windows Phone 8 chegou recentemente ao mercado e com ele chegaram também novos terminais de várias marcas, incluindo este novo HTC 8X que foi construído de propósito para tirar o máximo partido da novidades desta versão 8 do sistema operativo móvel da Microsoft.

O 8X está disponível em Portugal apenas em Azul Eléctrico, mais próximo de um lilás que de um azul. No entanto, noutros países existe em amarelo e preto. O ecrã é de 4,3 polegadas com 720 x 1280 pixéis de resolução.

O processador é um dual-core Qualcomm S4 a 1,5 GHz, a memória RAM é de 1 GB e a memória Flash para armazenamento é de 16 GB. Infelizmente, esta última não pode ser ampliada através de cartões de memória. A conectividade do 8X é muito completa, permitindo o acesso a redes móveis GSM/GPRS/EDGE: 850/900/1800/1900 MHz e HSPA/WCDMA: 850/900/1900/2100 MHz, Bluetooth 3.1, WiFi 802.11 a/b/g/n e NFC.

A câmara traseira é de 8 MP, inclui um chip próprio para processamento de imagem e oferece a capacidade de gravação de vídeo em resolução 1080p. A câmara frontal é de 2 MP. A bateria não pode ser removida sem desmontar o equipamento e oferece uma potência de 1800 mAh.

O HTC 8X suporta ádio em: .aac, .amr, .m4a, .mp3, .wav, .asf, .wma e vídeo em .3gp, .3g2, .mp4, m4v, asf, .wmv. A gravação de vídeo é feita em ficheiro .mp4, tudo num dispositivo de 132,35 x 66,2 x 10,12 mm com 131 gr de peso. A caixa feita em policarbonato em que é usada aquela tinta que dá uma textura “aborrachada” ao dispositivo é muito agradável ao toque.

O HTC 8X usa a mesma ilusão de óptica que a Apple decidiu usar nos novos iMac em que os rebordos são finos ficando progressivamente mais espesso no centro. Este facto faz um efeito “lâmina” quando se agarra no dispositivo com um pouco mais de força.

O posicionamento dos botões é o que se espera de um dispositivo deste tipo, mas são um pouco difíceis de operar por terem pouca altura para a caixa. Isto faz com que às vezes se prima um botão sem querer ou se faça força num sítio onde não existe nenhum botão. O ecrã é muito nítido e oferece contrastes amplos, o que é uma mais-valia no sistema operativo da Microsoft que, nos ecrãs principais, usa um fundo preto por trás das “tiles” que servem de ícones.

O Windows Phone 8, apesar de ser visualmente muito parecido com a versão 7, é um novo sistema operativo que tem como objectivo resolver muitos problemas da versão anterior e permitir um nível de personalização muito superior à do antecessor.

Para além da resolução de problemas e optimizações, as novas funcionalidades incluem uma área para crianças que permite separar o telefone que usa diariamente do que os seus filhos podem usar quando estão à espera para entrar no consultório do médico e querem jogar ou ouvir música. Esta funcionalidade impede os miúdos de enviarem mensagens ou fazer compras enquanto usam o smartphone.

Também foi incluída uma nova funcionalidade “carteira” que permite fazer pagamentos usando o smartphone, por exemplo através de NFC, se o serviço estiver disponível.De resto, o Windows Phone 8 integra-se muito bem com todos os serviços da Microsoft como o Hotmail, o Office e a Xbox 360.

A integração das várias contas de redes sociais e e-mail é das mais bem conseguidas que já vimos. O sistema recolhe os contactos todos e se tiver o mesmo contacto em várias contas junta-os automaticamente todos numa única ficha.

A câmara funciona muito bem, embora a captação de som não seja lá muito famosa. Uma coisa que podia já ter sido resolvida era a unificação das caixas de e-mail, que continuam a estar completamente separadas.

A velocidade do processador dual-core aliada ao GB de memória RAM fazem com que a utilização do dispositivo seja muito agradável e fluída, com excelentes tempos de resposta.

Tal como muitos outros modelos da HTC, também o 8X inclui o sistema de melhoramento de som Beats Audio, que promete um som de boa qualidade quando se usam os auscultadores. Promete e cumpre! O som tem um bom recorte e uma grande gama dinâmica.

A prestação da bateria não é muito famosa. Durante a nossa utilização, em que apenas usámos o smartphone para falar, enviar SMS, usar a agenda e tivemos três contas de e-mail configuradas – apenas uma estava com o push mail ligado –, a bateria nunca conseguiu durar um dia completo sem a necessidade de carregamento.

Um dos aspectos um pouco estranhos é o facto de não ser possível ampliar a memória flash do 8X, principalmente num terminal que é vendido apenas com 16 GB e em que só cerca de 12 GB estão disponíveis para os conteúdos do utilizador, como música, vídeo e fotos. Podem dizer que há o serviço de armazenagem remota Skydrive, mas quando não há Internet, também não há Skydrive…

O HTC 8X é um smartphone muito bonito, bem acabado e o Windows Phone melhorou a olhos vistos. O ecrã é muito bom, a câmara também lhe permite fazer “bonecos” com qualidade excelente, só é pena a qualidade do som quando se grava vídeo. Não percebemos a curta vida da bateria e a impossibilidade de se juntar mais memória de armazenamento.

Assim, se não se quiser misturar com a multidão esta é uma excelente opção. Diria mesmo que este sistema operativo móvel é o único que, se for bem trabalhado a nível comercial e técnico, conseguirá fazer frente ao iOS.

PCGuia
Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×