Logitech K750 Wireless Solar Keyboard

Desde o seu aparecimento que os sistemas de alimentação dos teclados e ratos sem fios têm dado grandes saltos de autonomia. No entanto, continua a ser necessário usar pilhas recarregáveis ou normais para os alimentar.

Quer dizer, era, até o aparecimento do K750 da Logitech. Trata-se do primeiro teclado para computador de secretária que funciona a energia solar, com dois painéis na parte superior que conseguem carregar a bateria interna do dispositivo. A ligação ao computador é feita através da tecnologia Logitech Unifying, que permite a ligação vários dispositivos sem fios, como teclados e ratos, através de uma única peça USB.

A característica curiosa deste sistema de conversão de luz em energia eléctrica é que, ao contrário do que é normal neste tipo de hardware, funciona muito bem sem luz solar directa. O teclado tem um botão com a representação de um sol que, quando premido, indica através de um LED se a quantidade de luz que está a chegar às células é suficiente para assegurar o funcionamento do teclado. Esta função pode ser também assegurada por um programa, o Solar app, de instalação opcional, que serve para mostrar a quantidade de luz que está a chegar aos painéis e a quantidade de energia restante na bateria.

O teclado em si é do tipo “chiclete” com teclas rugosas, que oferecem um toque agradável. O dispositivo é muito fino, tem apenas 8,4 milímetros de espessura, sem contar com as teclas. O acabamento da zona superior é em preto piano, o que num dispositivo deste tipo não será das melhores opções, porque nem dois minutos passam depois de o tirar da caixa para ficar tudo cheio de dedadas. Provavelmente, os designers da Logitech pensaram no K750 para quem escreve de luvas.

O K750 tem também um botão que permite ligar e desligar o dispositivo para poupar bateria. Por falar em bateria: julgando pelo que a Logitech diz, o K750 tem uma autonomia de, pelo menos, 12 meses se tiver a bateria interna toda carregada.

Quanto à configuração, basta aplicar o dongle USB e ligar o teclado para pôr tudo a funcionar. Não há necessidade de instalar software extra. Obviamente, se quiser mais informações acerca do dispositivo terá que instalar o software que o acompanha.

É um teclado muito confortável de usar e bastante silencioso. O facto de não ser necessário usar pilhas é uma mais-valia, mas 80 euros é um pouco caro.