Segunda-feira, 24 de Fevereiro de 2020
HardwareMercadosMobilidade

Cidade de Eindhoven e IBM apresentam caso de sucesso na gestão do tráfego

NXP

A IBM e a empresa holandesa de semicondutores NXP anunciaram os primeiros resultados de um projecto piloto na área de Smart Traffic, realizado na cidade holandesa de Eindhoven. O estudo demonstra como um automóvel ligado remotamente com um semicondutor pode partilhar informações sobre dados relativos à localização e à frequência de travagem e de aceleração, que podem ser analisados em tempo real pelas autoridades para identificar e resolver problemas de congestionamento de tráfego.
Na região suburbana de Eindhoven cruzam-se várias rotas de transporte internacional, onde pequenos incidentes costumam provocar graves consequências para o sistema de tráfego.
Com uma maior conectividade, os automóveis de hoje geram uma grande quantidade de dados que podem ser utilizados para melhorar a experiência de condução, as condições de tráfego e a segurança rodoviária. Com o IBM MobileFirst, os sensores instalados nas viaturas conseguem alertar, por exemplo, da baixa pressão dos pneus, se as lâmpadas precisam ser trocadas e automaticamente fornecem informações sobre os padrões de tráfego.
Durante o projecto, a IBM, a NXP e os seus parceiros equiparam 200 automóveis com um dispositivo que contém um chip de telemática “ATOP” da NXP, que reúne dados relevantes do sistema de comunicação central do automóvel (CAN-bus). A informação fornecida pelos sensores – que davam, por exemplo, indicação de buracos ou de gelo na estrada – foi depois transferida para a cloud do Centro de Smarter Traffic da IBM.
Os dados brutos recolhidos dos veículos deram o alerta para 48000 incidentes (chuva forte, manchas de óleo ou perigo de nevoeiro) ao longo de seis meses, a partir de 1800 milhões de sinais emitidos pelos sensores – que foram geridos e analisados através do serviço IBM Enterprise SmartCloud, tornando possível gerir de forma dinâmica as capacidades do sistema informático, que podem variar drasticamente dependendo se se trata de um período de maior tráfego ou se ocorre um incidente inesperado.
Esta informação permite que as autoridades rodoviárias consigam agir quase em tempo real sobre as condições perigosas das estradas, os acidentes ou a crescente densidade de tráfego. Possibilita ainda informar os condutores da proximidade de um incidente, através do seu smartphone ou de um dispositivo integrado de navegação.

PCGuia
Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×