Notícias
Está a ler
Estudo da Kaspersky Lab analisa relação das pessoas com os dados que guardam nos dispositivos móveis
0

Estudo da Kaspersky Lab analisa relação das pessoas com os dados que guardam nos dispositivos móveis

por Luis Vedor20 Abril, 2017

Segundo um estudo da Kaspersky Lab, para 49% das pessoas, fotos privadas e sensíveis são a informação mais preciosa que guardam, seguida por fotos dos seus filhos e parceiros. O facto de poderem perder essas memórias é visto como «um episódio mais stressante do que a possibilidade de um acidente de viação ou o final de uma relação com um amigo».

Contudo, quando confrontados com a decisão de apagar os dados à troca de dinheiro, as pessoas prescindem destas recordações – por exemplo, fotografias – por qualquer coisa como 10,37 euros.

A experiência conduzida para a Kaspersky Lab por psicólogos da Universidade de Wuerzburg também mostrou aos investigadores uma conclusão contraditória: ainda que admitam amar os seus dados, as pessoas estão disponíveis para vendê-los por muito pouco dinheiro.

Os participantes nesta experiência foram convidados a pedir um valor, em dinheiro, pelos dados guardados nos seus smartphones – incluindo fotografias de família e amigos, contactos e documentos pessoais. Surpreendentemente, os montantes pedidos estiveram bastante abaixo do expectável, tendo em conta a preocupação em perdê-los que revelaram no inquérito.

Os participantes tendem a pedir mais dinheiro pela informação financeira e de pagamentos (em média, 13,33 euros) do que por outro tipo de dados. Os contactos valem 11,89 euros em média e as fotos, em geral, seriam vendidas por um valor médio de 10,37 euros.

Além disto, a experiência mostrou que são precisamente as suas memórias mais preciosas que as pessoas têm disponíveis para trocar por dinheiro. Quando lhes foi oferecido dinheiro (com base nos montantes acima indicados) para apagar os seus dados, na verdade, nada acabou por ser apagado.

Via Kaspersky Lab.

Acerca do autor
Luis Vedor
Terra. Europa. Portugal. Lisboa. Elite: Dangerous. Blade Runner. Star Trek. Star Wars. Kraftwerk. Project Pitchfork. Joe Hisaishi. Studio Ghibli.

Deixe um comentário