Vodafone-Smart-Router-01

Sou director da PCGuia há alguns anos e gosto de tecnologia em todas as suas formas. Estou neste mundo muito por culpa da minha curiosidade quase insaciável e por ser um fã de ficção científica.

Desde que vi a campanha publicitária da Vodafone na TV que quis experimentar o novo router que a operadora está a disponibilizar para os seus clientes de fibra. Este equipamento a que a Vodafone decidiu chamar ‘smart router’ tem uma série de características que o colocam alguns furos acima do que é oferecido pelas operadoras em ligações de fibra óptica.

O router da Vodafone reúne as funções tradicionais de um equipamento do género, com ligações com e sem fios e o ONT, o dispositivo que converte o sinal que vem da fibra óptica, em sinais de TV analógica, rede que alimenta os computadores, smartphones, tablets e settop boxes de IPTV e telefone.

Este router é na realidade um Huawei HG8247Q e trata-se de um paralelepípedo preto que pode ser instalado na vertical ou na horizontal, cuja caixa parece ter sido construída a partir de um conjunto de blocos cúbicos. As ligações entre cada um dos cubos é perfurada para permitir a ventilação do aparelho. Posso dizer que este router é agradável à vista e que, apesar de ter os LED verdes à frente e as ligações atrás, está longe de ter aquele aspecto tradicional de router, já que fica bem numa estante ou mesa.

O Vodafone Smart Router inclui uma entrada para o cabo de fibra, duas para telefones, e quatro RJ-45 para ligações de rede com fio, que têm uma velocidade que pode chegar ao gigabit – na prática, isto traduz-se numa velocidade de cerca de 100 MB por segundo. De notar que, apesar da ligação normal à Internet ser de 100 ou 200 Mbps, todas as comunicações efectuadas entre dispositivos ligados na rede doméstica com fios podem chegar a velocidades de gigabit se foram compatíveis.

Existe também uma entrada para cabo coaxial de TV e duas USB 3.0 para ligar dispositivos de armazenamento de dados para a criação de servidores de partilha de ficheiros entre os dispositivos de rede, ou servidor de media para a rede doméstica. A rede sem fios pode chegar à norma 802.11ac que oferece uma velocidade teórica que pode alcançar mais de 6 Gbps.

No nosso caso, fizemos a actualização de um router Technicolor para o Smart Router. Só tivemos de desligar o ONT, ligar o resto dos cabos que estavam no router antigo e mais nada. A configuração foi automática a partir do momento que ligámos tudo.

Sei que muita gente não mexe nisso, mas a interface Web de configuração do Smart Router podia ser melhor. Consegue-se fazer tudo, mas podia ser mais completo e acima de tudo mais fácil de usar. Para minimizar o problema de usabilidade da interface do router, a Vodafone disponibiliza uma aplicação para iOS e Android que permite fazer as tarefas de configuração mais habituais, mas é curto.

No que respeita ao desempenho, usámos dispositivos ligados em rede com e sem fios. A velocidade da nossa ligação à internet é de 200 Mbps e posso dizer que todos conseguiram chegar a essa velocidade no Speedtest.net. Já nos testes ente máquinas ligadas na rede local conseguimos uma velocidade média de 96 Mbps.

Se já for cliente Vodafone e tiver uma mensalidade de 25,90 euros, pedir o novo router pode ser um mau negócio: além de ter de gastar 25 euros na mudança, passa a pagar 28,90 euros por mês, que é o valor da oferta comercial que a operadora tem actualmente disponível. Contudo, se está a pensar mudar para a Vodafone, Smart Router faz parte da instalação e não lhe será cobrado mais por isso. A mensalidade mantém-se no último valor que referimos.

Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *