É fã de tecnologia que lhe permita facilitar a vida e tem pavor a todo e qualquer sinal que diga bateria fraca. Passa a vida a ouvir música.

A verdade é que anda toda a gente em ânsias em este Pokémon Go que, por enquanto, só está lançado oficialmente nos Estados Unidos, Austrália e Nova Zelândia. Se ainda não percebeu bem em que consiste este jogo ou como é que o pode ter no smartphone, vamos fazer um ponto de situação.

O que é?

O Pokémon Go é um jogo de realidade aumentada, baseado no universo Pokémon (óbvio), que resulta de uma colaboração entre a Niantic, Inc., a Nintendo e a The Pokémon Company. Ao longo dos próximos tempos, estará disponível na Europa e Japão, mas ainda sem datas definidas. A ideia é que, ao instalá-lo no smartphone, possa encontrar Pokémons onde menos se espera, seja na secretária lá de casa ou até durante partos (é verídico, nasceu uma criança e um Pidgey foi capturado). Depois de capturar Pokémons, o processo é o habitual: treiná-los para que consigam evoluir, proteger o ginásio e derivados. Quando os jogadores atingem o nível cinco no jogo, podem juntar-se a uma das três equipas: Instinct, Mystic e Valor. O jogo é gratuito, mas como habitual, há formas de pagar para conseguir avançar mais depressa.

Como instalar?

Por enquanto, o jogo ainda não está disponível para Portugal através das lojas oficiais de aplicações. No entanto, é possível fazer o download para Android e iPhone, mas com alguns cuidados.

Android:

Para quem tem um dispositivo Android, saiba que o jogo não tem compatibilidade garantida com tablets. É preciso ter um dispositivo com pelo menos o Android 4.4 e mais de 2 GB de RAM. Para quem tiver um dispositivo com processadores Intel Atom, más notícias, já que o jogo não é compatível.

Para fazer o download, primeiro vai ter de dar permissão ao smartphone para instalar e executar aplicações que vêm de outro sítio sem ser o Google Play. Muito cuidado ao activar isto, já que pode estar a fazer download de malware. Desconfie apps que peçam permissões como Contactos, SMS ou que queiram gravar áudio. O jogo pede muitas permissões, é verdade, mas não precisa de chamadas ou de ver o histórico do browser.

Caso a tarefa não saia bem e acabe por instalar um Pokémon Go com malware (que depois é extremamente difícil de distinguir do verdadeiro), pode repor os dados de fábrica.

Voltando à instalação: siga para as ‘Definições’, depois ‘Segurança’ e marque a opção ‘Fontes desconhecidas’. Este é um exemplo de APK, mas a instalação fica à responsabilidade de cada utilizador. Se avançar, depois trata-se do processo normal de instalação de uma aplicação – carregar na notificação e ‘Instalar’.

iOS:

Os utilizadores de iOS estão, de alguma forma, mais seguros, já que o download é feita através da App Store, mas não da App Store portuguesa – no nosso caso. Desactive a Apple ID, nas definições do iPhone/iPad. Depois siga para ‘Definições’, até à opção de Idioma e Região. Escolha entre Estados Unidos, Nova Zelândia ou Austrália – únicos sítios onde o jogo está disponível. Crie um novo Apple ID que esteja localizado num destes países.

Depois disso, procure por Pokemón Go no Google, para ter o link directo para o download. À partida, procurando pela app na App Store, pode não aparecer a aplicação. Depois destes passos, já pode jogar.

Como começar?

Não sendo Captain Obvious, mas com o Log In. Depois disso, escolha o Pokémon inicial: um Charmander, Squirtle ou Bulbasaur. O conceito é fácil depois disto: apanhá-los todos, visitar pokéstops e ter batalhas de ginásios.

A parte de capturar os Pokémons é bastante intuitiva: ande com a aplicação aberta e eles vão aparecer, com o smartphone a vibrar quando há um Pokémon por perto.

Aparece um Pokémon: olhe para o anel que o rodeia e faça-se à vida: verde significa fácil, amarelo um Pokémon de poder intermédio e vermelho, bem, difícil de capturar.

Para evoluir um Pokémon precisa de itens, que podem ser encontrados nas Pokéstops, normalmente assinaladas no mapa. É lá que estão pokéball, poções, ovos e etc.

Vai uma ajuda?

Se há palavras a associar a este jogo poderia ser esponja de bateria. Andar com a câmara, GPS e dados ligados para ver em realidade aumentada e derivados consome mesmo muitos recursos do telefone. Pode desligar a interface de realidade aumentada. Ok, é menos giro, mas essa bateria agradece.

O Pokémon Go usa os dados do Google Maps – vale a pena saber isto para quando a bateria morrer. Dependendo do empenho no jogo, uma bateria portátil poderá vir a dar jeito.

Espere até ao nível 10 para evoluir o Pokémon – os aumentos no Combat Power estão ligados ao nível da personagem. Maior nível, maior ganho de poder.

Comentários

  1. Boa noite,
    Ja tentei de tudo criar uma conta americana na app store mas dá sempre erro na parte do pagamento (onde se poe o cartao). Alguma dica?
    Obrigada

    1. Olá, Mariana,
      Pode não escolher uma forma de pagamento durante o registo ou tentar o registo noutra loja, por exemplo.

  2. Dá sempre erro de análise de pacote e não faço ideia do que seja.
    Já autorizei origens desconhecidas e mesmo assim não instala…

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *