Nvidia apresenta a GTX 1080, a placa gráfica mais poderosa da actualidade

A Nvidia apresentou ontem a sua placa gráfica topo de gama de nova geração, baseada na arquitectura Pascal, denominada GeForce GTX 1080. Segundo a Nvidia, a nova placa, que...
GeForce_GTX_1080_Front

A Nvidia apresentou ontem a sua placa gráfica topo de gama de nova geração, baseada na arquitectura Pascal, denominada GeForce GTX 1080.

Segundo a Nvidia, a nova placa, que custará nos EUA cerca de 599 dólares, cerca de 525 euros, é mais rápida que a Titan X, o modelo que ocupa o topo de gama actualmente e que custa cerca de 1000 dólares: Ainda segundo dados do fabricante, uma única placa 1080 até consegue ser mais rápida que duas GTX 980 a funcionar em SLI. E, graças ao emprego de um processo de fabrico de 16nm e de transístores 3D FinFET, a 1080 oferece também uma maior eficiência energética que as antecessoras.

Na apresentação do novo GPU, Jen-Hsun Huang, o CEO da Nvidia, afirmou que o desenvolvimento do GPU que faz funcionar esta placa foi “o maior esforço de desenvolvimento de um processador de sempre na história da humanidade” e que “custou quase tanto dinheiro como a montagem de uma missão tripulada a Marte”.

Embora as especificações indiquem que o GPU funciona a uma velocidade máxima de 1733 MHz, numa das demonstrações feitas por Huang, a GTX 1080 estava a funcionar a 2100 MHz e a memória a 5500 MHz.

A Nvidia GTX 1080 vai chegar às lojas a partir de 27 de Maio, mas ainda não há indicação de preço e disponibilidade em Portugal.

Características técnicas principais:

Número de núcleos CUDA 2560
Velocidade base (MHz) 1607
Velocidade máxima (MHz) 1733
Velocidade da memória 10Gbps
Memória padrão 8GB GDDR5X
Capacidade da interface da memória 256 bit
Largura de banda da memória (GB/seg) 320
Resolução máxima suportada 7680X4320 a 60Hz
Ligações padrão DisplayPort 1.4, HDMI 2.0b, DL-DVI
HDCP 2.2
Temperatura máxima de funcionamento 94 graus
Potencia máxima 180W
Fonte de alimentação recomendada 500W

Mais informações aqui.

Categorias
HardwareNotícias

Sou director da PCGuia há alguns anos e gosto de tecnologia em todas as suas formas. Estou neste mundo muito por culpa da minha curiosidade quase insaciável e por ser um fã de ficção científica.
Sem comentários

Deixe um comentário

*

*

Publicidade

RELACIONADOS